Qual a melhor invenção ?

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

domingo, 30 de maio de 2010

Carros econômicos e ecológicos




Já penso você andar com um carro 66 km com um 1 litro de combustível?
Em Breve isso será possível, a empresa alemã Loremo produzira esse carro que terá duas opções LS e GT, o carro pesa apenas 450kg.
A versão LS o motor será um turbodiesel de dois cilindros de 20 cv que chega a velocidade máxima de 160 km/h, faz 0-100 em 20 s o consumo dele e de 66,7 km/l. Já a versão GT o motor será um turbodiesel com três cilindros de 49cv que chega aos incríveis 220 km/h e faz 0-100 em 9s, o consumo e de 37km/l. A previsão de lançamento dele e para 2009, a versão LS saira por 11 mil euros e a GT por 15 mil euros, dificilmente ele será lançado no Brasil, já que aqui e proibido carros com menos de 2 toneladas a diesel, apesar de ver bastante saveiros a diesel, creio q elas sejam irregular.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Cabos de fibra óptica

video

As linhas de fibra óptica são fios de vidro opticamente puro, tão finos quanto um fio de cabelo, que transmitem informação digital ao longo de grandes distâncias, também usadas na geração de imagens médicas e em inspeções de engenharia mecânica.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Competições universitárias ajudam avanço de estudantes


Talvez a visão dos 60 carros levantando poeira e brigando por centímetros de pista remeta o espectador a apenas pensar numa corrida comum. Os olhos menos atentos não percebem os detalhes da disputa que coloca os 1.200 alunos do curso de engenharia em enfrentamento direto, mas seu sentido é muito mais profundo e amplo na vida e carreira de seus competidores. Trata-se da 16º edição da Competição BAJA SAE Brasil Petrobrás, ocorrida entre os dias 25 e 28 de fevereiro no ECPA (Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo), em Piracicaba. Tal como o desafio automobilístico, outras competições universitárias movimentam estudantes Brasil afora e mesclam trabalho pesado, estresse e sentimentos que muitos não esperavam encontrar tão cedo.

quem quiser saber mais sobre essa fantástica competição e criatividade, está a fonte.

Fonte: http://cientecno.com/site/category/engenharia/mecanica-engenharia/

O motor Wankel

O motor Wankel é um tipo de motor a explosão, inventado por Felix Wankel, que utiliza rotores em forma de triângulo em vez dos pistões dos motores convencionais.

A idéia dos pistões rotativos revolucionou o mundo, afirmava em 1955 a publicidade da firma alemã NSU, uma das que adquiriram a patente do motor rotativo idealizado e realizado por Félix Wankel. Neste tipo de motor, os pistões e as bielas não funcionam violentamente como nos motores convencionais. Não existe neste motor, também, a árvore de manivela. Por esta razão, o novo motor funciona com tanta suavidade sendo, ao mesmo tempo, muito robusto. Era a primeira vez que o motor de explosão convencional tinha um rival aparentemente capaz de quebrar a sua hegemonia.
Mas as coisas não seriam tão simples como pensavam alguns. Após a primeira euforia, veio a ressaca e a maioria das marcas interessadas no motor rotativo acabaram por recuar e abandonar o seu desenvolvimento. O conceito essencial era e é simples na sua formulação, mas difícil na sua aplicação. Trata-se de um motor compacto que precisa de muito menos peças que um convencional, mas a sua fabricação resulta ser mais caro e não cumpre tão facilmente com as normas, cada vez mais exigentes, sobre o consumo e a poluição.

Apesar das suas indiscutíveis qualidades de eficácia mecânica, baixo nível de vibrações e ruído e utilização de pouco espaço para o motor, o motor ainda não conseguiu destronar o de pistões de movimento alternativo, com longos anos de uso e um notável grau de aperfeiçoamento técnico e, consequentemente, econômico.

Fonte: http://corredorm.blogspot.com/2007/06/tecnologia-motor-wankel.html

Volkswagen comemora marco dos bicombustíveis

Empresa foi a primeira a lançar veículo com a tecnologia no País. BlueMotion Total Flex esteve na 1ª Exposição Internacional de Biocombustíveis

A indústria automobilística nacional comemorou a marca de 7 milhões de veículos bicombustíveis produzidos no Brasil. Destes, 27% carregam o emblema da Volkswagen, empresa pioneira na fabricação dos modelos no País. O sucesso da tecnologia foi celebrado durante a 1ª Exposição Internacional de Biocombustíveis, promovida pela Apex-Brasil entre os dias 17 e 21 de novembro, em São Paulo. No evento, a montadora também apresentou mais uma inovação que chega ao mercado nacional: os carros BlueMotion equipados com motor Total Flex.

A Volkswagen do Brasil foi a primeira empresa da indústria automobilísitica a oferecer aos seus consumidores um carro com motorização bicombustível. O evento de lançamento da tecnologia aconteceu em março de 2003, na unidade Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP), durante as comemorações dos 50 anos da Volkswagen no País.


Fonte: http://www.mecanicaonline.com.br

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Piadas que só os engenheiros entendem !

FESTA

Uma vez houve uma festa com todas as funções...
Estavam lá, todos se divertindo, menos o e^x, que estava meio isolado.
Então chegaram pro e^x e perguntaram:
- Porque você não se integra?
E ele respondeu:
- Ah, dá na mesma.

NEWTON BRINCANDO DE ESCONDE-ESCONDE

Newton, Einstein, Pascal e Gauss estavam brincando de esconde-esconde.
Einstein foi contar enquanto os outros se escondiam. Pascal saiu
correndo e se escondeu atrás do sofá. Gauss se escondeu atras da
cortina. Newton
demorou a ir se esconder. Olhou em volta, e decidiu tentar atras do sofá.
Chegou até o sofá e lá já estava Pascal:
- Pode sair fora Newton, aqui já to eu!
Em seguida correu pra trás da cortina:
- Sai daqui Newton, já to aqui, disse Gauss.
Newton pensou:
- E agora, que eu faço?
Pensou um pouco e em seguida pegou um giz e desenhou um quadrado de
1x1 metro no centro da sala, e ficou em pe dentro dele.
Einstein terminou de contar e se virou. Logo viu Newton:
- 1,2,3 Newton pego!
Dai então Newton respondeu:
- Num tô pego coisa nenhuma, eu não sou Newton, sou Pascal!

A engenharia

ENGENHARIA

Um bem importante para o país
Tanto engenho, tanta tecnologia
E tanta sabedoria
Há-de haver uma saída que nos revele
O nosso futuro cada vez mais tecnológico.
É necessário estudar e aprimorar toda a nossa
Vida para que esta pareça construída e não destruída.
Esta é a saída saber perder e ganhar faz com saibamos
Chegar a tudo o quanto queremos pois apenas nós sabemos
O futuro que queremos

A invenção da maquina a vapor

Invenção fundamental foi o da máquina a vapor. A força motriz da água tornou-se insuficiente e tinha o inconveniente de impor a localização das indústrias. Inicialmente a máquina a vapor foi usada como bomba para extrair água das minas e para elevar a água para reservatórios, construindo-se, dessa forma, quedas d'água artificiais para gerar energia hidráulica. Este processo teve início em 1700, com vários melhoramentos posteriores.
Em 1764 James Watt inventou uma máquina a vapor com menores problemas de perda de energia em relação às bombas anteriores e que poderia também gerar movimento circular, além de ter também proposto posteriormente várias aplicações para sua máquina. Os progressos da metalurgia, por outro lado, permitiram a maior precisão que ela requeria. Watt e um empresário associado instalaram uma fábrica para produzir estas máquinas, onde elas próprias foram aplicadas como máquinas motrizes em 1781. Nesta mesma fábrica foi utilizado pela primeira vez, em 1798, o gás de carvão para iluminação. Antes, em 1775, a máquina a vapor já havia sido utilizada para acionar foles de alto-fornos. Em 1784 a energia do vapor foi utilizada como meio de tração, com a construção de um modelo de locomotiva movida a vapor. Dessa forma, criou-se uma máquina a vapor móvel em contraposição às anteriores, que eram fixas. Em 1785, por outro lado, uma fábrica têxtil usou plenamente a energia a vapor, tendo antes ocorrido o uso do vapor como força auxiliar da máquina hidráulica. Outra aplicação importante foi em uma máquina para cunhar moedas com precisão e automaticamente, com a supressão quase total da mão-de-obra (Mantoux, 1928, cap. IV). Mais tarde, em 1844, foi inventada a turbina a vapor, gerando muito mais potência.

Fatores fundamentais

As Revoluções Industriais não podem ser explicadas somente pelas invenções ou descobertas de novas máquinas, fontes de energia, materiais ou métodos, por exemplo. No entanto, estes são fatores fundamentais no desenvolvimento da economia nos últimos dois séculos e meio. Antes já existiam máquinas, como as da imprensa e os moinhos hidráulicos. Contudo, a difusão das máquinas, chamada de maquinismo, caracteriza e diferencia este período em relação aos anteriores.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Brasil vai desenvolver tecnologia para fabricar aviões silenciosos




De acordo com Menghini, o projeto, que vai até 2011, terá investimentos de R$ 11 milhões.O ruído das aeronaves, principalmente nos momentos que antecedem pousos e decolagens, tem grande impacto na qualidade de vida da população que vive próxima às zonas aeroportuárias. Aeroportos em todo o mundo fazem restrições cada vez mais severas aos níveis de ruído produzidos, limitando a competitividade dos fabricantes que não conseguem reduzi-los.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

oi pessoal ... este blog vai ser organizado para inferi-los informações sobre as tecnologias na engenharia mecânica .